O antifascismo é, principalmente, agir. Nos últimos dias as redes estão comentando super sobre antifascismo com hashtags, imagens. E uma excelente forma de ser antifascista é apoiar os movimentos comunitários que estão segurando as pontas nos seus territórios. Nesse período de extrema vulnerabilidade, uma parcela grande da população que sempre foi esquecida pelo Estado racista, sexista e classista conta com esses movimentos para resistir à pandemia. Essa galera está arrecadando doações para distribuir cestas básicas, kits de higiene e outras coisas para as pessoas terem o mínimo de subsistência. Se você não pode doar, espalhe a campanha, fale com aquele seu amigo ou familiar que vive numa situação mais confortável financeiramente. Parece óbvio, mas as pessoas precisam comer! 

Por que antifascistas?

O antifascismo surge contra as ideias supremacistas, ou seja, contra a ideia de que existe um grupo social, etnia ou território superior a outro. Ele traz as contribuições coletivas de grupos dissidentes e de apoio mútuo entre pessoas racializadas, LGBTs, organizações socialistas, trabalhadoras e estudantes, movimentos de negritude, indígenas e outras minorias identitárias. São estas pessoas que formam movimentos sociais que combatem o sistema capitalista desigual, cis heteronormativo e racista.

Ou seja, dizer-se antifascista é estar em colaboração horizontal com seus pares e parceiras do seu bairro, cidade, estado e do mundo todo <3 <3 <3

ANTIFASCISMO É TAMBÉM SOLIDARIEDADE

You May Also Like

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *